Foco Porto/Post/Doc 2016: Eryk Rocha

por Daniel Ribas / 22 09 2016


A programação do 3.º Porto/Post/Doc está a ser preparada nos últimos meses. Para além da competição e outras secções habituais (Transmission ou Teenage), o festival dedicará dois focos: um ao Sensory Ethnography Lab (SEL) e outro ao cineasta brasileiro Eryk Rocha. Estes dois focos vão permitir divulgar em Portugal dois corpos de trabalho fundamentais do cinema documental contemporâneo. 

O cineasta brasileiro Eryk Rocha estará em destaque no Porto/Post/Doc com uma retrospetiva integral da sua obra. Filho do mítico realizador brasileiro Glauber Rocha e da artista Paula Gaitán, Eryk apresentou, no último festival de Cannes, o muito aguardado Cinema Novo, um documentário sobre o movimento que mudou a face do cinema brasileiro. A exibição deste filme, na abertura do festival, será o ponto de partida para a viagem por todos os seus outros documentários, em registos que assinalam a história e a realidade atual do povo brasileiro. O cineasta estará presente no Porto.

Eryk Rocha tem um percurso intimamente ligado ao cinema: nasceu em 1978, durante as rodagens de A Idade da Terra, do seu pai, Glauber Rocha. Viveu na Colômbia, mas formou-se na muito conhecida escola de San Antonio de Los Baños, em Cuba. É neste contexto que filma Rocha que Voa (2002), a sua primeira longa-metragem, feito a partir de longas entrevistas gravadas por Glauber Rocha em Havana, no início dos anos 70, que foram encontradas nos arquivos do Instituto Cubano del Arte e Industria Cinematográficos.

Desde então, Eryk Rocha já realizou cinco documentários, duas curtas-metragens e uma longa de ficção. Os seus filmes lidam, sobretudo, com aspetos culturais e sociológicos do Brasil contemporâneo, sempre de um ponto de vista poético. Já abordou temas como o futebol (Campo de Jogo, 2015), as campanhas presidenciais (Intervalo Clandestino, 2006), a música (Jards, 2013) ou o interior do continente sul-americano (Pachamama, 2009), perscrutando os contrastes sociais e económicos do mundo atual. É um cineasta cuja obra procura entender a identidade brasileira no contexto da globalização.

O Foco Eryk Rocha será uma retrospetiva integral da obra do cineasta.


Tags: /
Partilhar: Facebook / Google+ / Twitter
← Notícia anterior Próxima notícia →