“Há Filmes na Baixa” regressa com novo conceito

por Porto/Post/Doc / 16 03 2016


Ao fim de dois anos de produção, o “Há Filmes na Baixa!” já conquistou um lugar de destaque no panorama de programação da cidade do Porto. Tendo em conta a marca, entretanto, conquistada e em articulação com a identidade do Festival que a Associação Porto/Post/Doc programa no mês de dezembro, o “Há Filmes na Baixa!” vai apostar, em 2016, numa nova estratégia de programação, através de ciclos temáticos. Desde 2014, o “Há Filmes na Baixa!” apostou em dois tipos diferentes de programação: uma regular, exibindo semanalmente um filme documental; e outra irregular, através de ciclos temáticos concentrados no tempo. Nestes dois anos, consolidamos o nosso lugar no mapa de exibição alternativa na cidade do Porto.  

O primeiro ciclo de 2016 acontece na semana de Páscoa, com a exibição de três documentários que receberam prémios no Porto/Post/Doc e que são três exemplares da diversidade do documentário contemporâneo. Será uma oportunidade única para ver de novo estes filmes singulares.

O segundo ciclo está já programado para o início de abril, com uma retrospetiva dos filmes de João Nicolau, incluindo a estreia no Porto do seu último filme “John From”.

No entendimento do Porto/Post/Doc, esta nova proposta de programação por ciclos tem uma dupla vantagem: são mais claros do ponto de vista comunicacional (concentrando-se em realizadores, tendências, temas ou personalidades) e conseguindo uma maior adesão; e, por outro lado, serão concentrados no tempo, desenvolvendo-se ao longo de três a quatro noites, também com vantagens de comunicação e fidelização do público. As experiências do Festival que organizamos e as experiências de outros atores que programam na cidade do Porto levam-nos a concluir que esta estratégia poderá ter resultados mais estimulantes.

Em 2015, o “Há Filmes na Baixa! programou um ciclo dedicado ao realizador Paulo Rocha, convidando personalidades do meio cultural para apresentar os filmes e terminando o ciclo com uma mesa-redonda. O sucesso deste “evento” mostra que é possível os ciclos temáticos terem vantagem comunicacional e de fidelização dos públicos.

Para 2016, portanto, montamos uma programação do “Há Filmes na Baixa!” através de vários ciclos temáticos, que mantém o foco principal da identidade da nossa Associação: promover o cinema documental, e em particular, as suas formas contemporâneas. Nesse sentido, desenvolvemos diferentes tipos de ciclos que poderão dar uma panorâmica do melhor cinema de atualidade. Para além disso, concentrámo-nos em ciclos com potencial de descoberta de cinematografias menores e do cinema português em particular. Noutros casos, estes ciclos também pretendem fazer um diálogo com outras artes (música, dança, teatro), possibilitando a conquista de outros públicos.

 


Tags:
Partilhar: Facebook / Google+ / Twitter
← Notícia anterior Próxima notícia →