Primeiro dia do Ciclo Paulo Rocha

por Lídia Queirós / 27 05 2015


O primeiro dia do Ciclo Paulo Rocha aconteceu ontem, dia 26 de maio, com a exibição dupla do primeiro filme do realizador, "Os Verdes Anos", de 1963.

A cidade do Porto e os seus habitantes demonstraram mais uma vez que estão cada vez mais interessados em voltar às salas de cinema, e por conseguinte tivemos muitos espectadores nas duas sessões, sendo que a das 22h foi uma verdadeira casa cheia! Isto deveu-se também ao facto deste Ciclo contar com a participação de outros cineastas, que gentilmente aceitaram o convite de apresentar sessões.

Na primeira sessão do Ciclo, Luís Urbano, cineasta e arquiteto, contextualizou "Os Verdes Anos" no âmbito do novo cinema português e estabeleceu um paralelismo entre o cinema moderno e a modernidade da arquitetura que Rocha escolheu filmar.

Na sessão da noite foi a vez do realizador Pedro Costa apresentar o filme. Foi ele o responsável pelo restauro das cópias de Paulo Rocha — os dois realizadores eram amigos próximos e Rocha confiou-lhe essa missão — e portanto aproveitou o momento para nos revelar alguns detalhes deste moroso e difícil processo. Emocionado por ver uma sala tão cheia, Pedro Costa apelou a que todos os espectadores se esforçassem para que estes filmes fossem vistos por um público mais alargado, de forma a tornar ainda mais válido o restauro da restante filmografia de Paulo Rocha (e, depois de Rocha, António Reis, António Campos,...).

Outra das iniciativas do Porto/Post/Doc para este Ciclo foi a de criar um folheto sobre a obra de Paulo Rocha, retomando e modernizando a antiga tradição das folhas de sala. Para o efeito, convidámos vários especialistas a escreverem textos críticos sobre os filmes pertencentes ao programa, a quem também agradecemos a generosidade e colaboração.

  

Fotografia de Alexandra Corte Real


Tags: / / /
Partilhar: Facebook / Google+ / Twitter
← Notícia anterior Próxima notícia →