PortoPostDoc

Histórias biográficas com Carmen Gray

por Porto/Post/Doc / 12 11 2018


A crítica de cinema e jornalista Carmen Gray é a convidada desta edição do Porto/Post/Doc para apresentar uma carta branca durante o festival. Gray tira da gaveta duas longas-metragens de cinematografias periféricas – Geórgia e Áustria – que reflectem sobretudo sobre histórias de famílias e da ligação com os territórios.

Por um lado, Pirosmani (1969)trata de recuperar a história do pintor georgiano naïf, o próprio Pirosmani, pelo olhar do realizador, também georgiano, Giorgi Shengelaia. Por outro, em What I Remember, Antoinette Zwirchmayr desenha a história da sua família austríaca em três capítulos e em torno das figuras ambíguas do pai, ladrão de bancos, e do avô, dono de um bordel.

Para Carmen Gray, "construir uma história de vida é mitificar e reduzir a complexidade dos factos num refúgio". A jornalista estará no festival para apresentar ambas as sessões que terão lugar no Cinema Trindade, às 17h, no dias 29 e 30 de Novembro, respectivamente.

O Porto/Post/Doc decorre entre 24 de Novembro e 2 de Dezembro no Teatro Municipal do Porto - Rivoli, Cinema Passos Manuel, Cinema Trindade, Planetário do Porto - Centro Ciência Viva, Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto e Escola das Artes – UCP.

A edição de 2018 do Porto/Post/Doc conta com o apoio da Câmara Municipal do Porto, do ICA - Instituto do Cinema e Audiovisual – Ministério da Cultura, da CVRVV - Vinho Verde, da Fundação Calouste Gulbenkian, da Acción Cultural Española - AC/E, da Cinemateca Portuguesa - Museu do Cinema e da ArtWorks.


Tags:
Partilhar: Facebook / Google+ / Twitter
← Notícia anterior Próxima notícia →