Memória como tema cruzado no Ciclo de Abril do HFNB!

por Porto/Post/Doc / 29 03 2018


Em abril, a memória traça a ligação entre as duas sessões do Ciclo de Abril do Há Filmes na Baixa!. A 18 de abril exibimos "Olhares, Lugares", de Agnès Varda e JR, e a 19, "O Canto do Ossobó", de Silas Tiny. Tudo às 22h, sempre no Cinema Passos Manuel, na baixa do Porto.

Em "Olhares, Lugares", a última longa-metragem de Agnès Varda, a icónica realizadora francesa junta-se ao famoso artista mural JR numa espécie de road-movie por várias localidades em França. Com uma carrinha-câmara pousam aqui e ali, tirando retratos em formatos gigantes dos habitantes locais e colocando-os em murais. Uma reflexão sobre a fotografia, e claro, o cinema, como produtores de memórias, com uma aproximação descontraída e, por vezes, cómica, mas nunca leviana. A apresentar a sessão estará o professor universitário e artista João Sousa Cardoso.

É também através das suas memórias que Silas Tiny regressa à terra natal, São Tomé e Príncipe, para recolher vestígios e testemunhos da época colonial portuguesa. Ali, milhares de pessoas foram marcadas pelo trabalho forçado em roças de produção de cacau, nomeadamente em duas das maiores: Rio do Ouro e Água-Izé. A sessão será apresentada por José Maia, director artístico do Espaço Mira.

Ciclo de Abril
22h, Cinema Passos Manuel

18 de abril
Olhares, Lugares, de Agnès Varda + JR
2017, FR, 93', M12

Apresentação de João Sousa Cardoso

Agnès Varda, cineasta cuja visão e trabalho únicos lhe granjearam incontáveis fãs no mundo inteiro desde os anos 50 e JR, o icónico fotógrafo e muralista, com mais de um milhão de seguidores no Instagram, têm mais em comum do que se possa imaginar. Ambos partilham uma vida apaixonada pelas imagens e como são criadas, exibidas e partilhadas. Agnès escolheu explorar a sua paixão através do cinema e do documentário, enquanto JR o faz nas suas emocionantes instalações fotográficas ao ar livre. Quando JR, um fã de longa data, encontra Agnès na sua casa na rua Daguerre, perceberam de imediato que tinham de trabalhar juntos. "Olhares, Lugares" documenta essa viagem calorosa através da França rural e a amizade terna que se forja durante o caminho.

19 de abril
O Canto do Ossobó, de Silas Tiny
2017, PT, 99’, M12

Inserido no programa 6.doc (parceria com Doclisboa)

Apresentação de José Maia

“Rio do Ouro e Água-Izé foram das maiores roças de produção de cacau em São Tomé e Príncipe durante o período colonial português. Milhares foram marcados pelo trabalho forçado equiparado à escravatura. Regresso ao meu país, para encontrar os vestígios desse passado.” Silas Tiny


Tags:
Partilhar: Facebook / Google+ / Twitter
← Notícia anterior Próxima notícia →