We’re Still Here: Johnny Cash’s Bitter Tears Revisited

We’re Still Here: Johnny Cash’s Bitter Tears Revisited · We’re Still Here: Johnny Cash’s Bitter Tears Revisited

Antonino D'Ambrosio

2015, USA, 56'


Há Filmes na Baixa!

16 Set 2016 · Passos Manuel · 22H00


Em 1964, Johnny Cash – nesta altura apenas conhecido por ser um cantor de country – gravou Bitter Tears: Ballads of the American Indian, um álbum conceptual de canções folk sobre como eram tratados os Nativos Americanos. Não foi um grande sucesso comercial, principalmente porque as estações de rádio e disc jockeys não estavam dispostos a passar aquelas canções, com um forte teor social e de protesto. “Onde está a vossa coragem?” escreveu ele e comparou o tratamento dado aos Nativos Americanos ao dado aos afro-americanos – o Movimento dos Direitos Civis estava no seu auge nesse ano de 1964. Em resposta à critica que dizia que Cash se tinha transformado num cantor folk, ele explicou: “Com a mudança dos tempos, eu mudo”. “We’re Still Here” mostra músicos contemporâneos a fazer as suas próprias versões destas poderosas canções com 50 anos, de onde se inclui a clássica “The Ballad of Ira Hayes”. Estas versões foram lançadas no álbum “Look Agains to the Wind” de 2014. Emmylou Harris, Steve Earle, Bill Miller e Roseanne, a própria filha de Cash são alguns dos músicos envolvidos. “We’re Still Here” é baseado no livro “A Heartbeat and a Guitar: Johnny Cash and the Making of Bitter Tears” do realizador Antonino D’Ambrosio.