Porto/Post/Doc

26 nov - 4 dez 2016

Ao chegar à sua terceira edição, o Porto/Post/Doc volta a propor um festival de cinema de dimensão internacional, centrado nas novas formas do cinema contemporâneo, com especial ênfase no documentário. Serão nove dias e mais de cem atividades, divididas entre sessões, com filmes de diversos temas, debates, oficinas, aulas de cinema e festas. Regressamos para voltar a agitar a vida cultural do Porto.

Em 2016, o centro da nossa programação é o cinema sensorial. Conceito que convoca novas tecnologias digitais e abordagens inovadoras ao mundo, o sensorial estará presente em diversos filmes, tanto na Competição como em outros programas. Mas o grande foco estará na retrospetiva que o festival dedica ao Sensory Ethnography Lab, da Universidade de Harvard, um dos laboratórios de documentários mais entusiasmantes da última década. A acompanhar este foco, serão exibidos os filmes poéticos da cineasta checa Jana Ševcíková, que tem investigado certas comunidades esquecidas do Leste Europeu. Será a primeira vez que é feita uma retrospetiva de Jana Ševcíková em Portugal e será, certamente, uma descoberta cativante. Também o Fórum do Real será dedicado a este tema – o cinema e a experiência sensorial –, com debates entre académicos, programadores, críticos e cineastas.

Mas este ano, o festival terá também outro foco importante, através de uma retrospetiva integral do realizador brasileiro Eryk Rocha, autor de uma relevante filmografia que analisa o tempo brasileiro contemporâneo através de uma lente poética.

É claro que um dos pontos mais importantes da programação do Porto/Post/Doc é a sua Competição, composta por treze filmes produzidos no último ano. Nesta edição, esta Competição comprova que “as nossas histórias são reais”, e, por isso, assumimos as formas híbridas de documentário e ficção. Completam a nossa programação secções como Transmission (com diversos filmes onde a música é a protagonista, mas também com festas e concertos), Cinefiesta (mais uma seleção de excelentes documentários espanhóis), Cinema Falado (filmes relacionados com cineastas portugueses ou temáticas da cultura portuguesa), Working Class Heroes (mais uma sessão da nossa retrospetiva in progress do cineasta americano Lionel Rogosin) e Doc is the New Black (um retrato cáustico e real de John Casablancas, personagem inventor do conceito das supermodelos).

Mas este ano o Porto/Post/Doc quer ir mais longe, sobretudo no seu objetivo de formação de públicos, apresentando uma edição alargada do School Trip, com duas novidades essenciais: o Mini – um programa dedicado aos mais pequenos, com oficinas e sessões de cinema –, e a Competição de Escolas – uma seleção de treze títulos com filmes produzidos em escolas portuguesas ou por estudantes portugueses.

De 26 de novembro a 4 de dezembro, o Porto/Post/Doc animará a baixa do Porto com uma oferta do melhor cinema contemporâneo. Exibiremos filmes inovadores, com histórias inéditas, feitos por cineastas que arriscam, mostrando como o nosso mundo tanto vive numa convulsão de conflitos sociais, como na beleza das relações humanas. Queremos partilhar consigo esta viagem.